Na Ásia, cristãos são severamente punidos por participarem de reunião de oração, além da multa aplicada, dois ficarão presos por 10 dias

No início desta semana, em uma cidade da Ásia Central, um grupo de sete cristãos foram levados à justiça local.
parece inacreditável, mas esse tipo de coisa ainda acontece.

Eles foram presos e acusados por realizar encontros e atividades ilegais. A realidade é que eles estavam reunidos em um encontro de oração ocorrido na casa de um deles. O governo cria condições constantes de pressão aos cristãos, o que torna ainda mais difícil se manter fiel.

Todos os homens foram multados, cinco deles em 115 dólares cada, totalizando 575 dólares, e os outros dois, o pastor e seu assistente, em 1.150 dólares cada, sendo 2.300 dólares no total, valores altos devido aos salários serem baixos na cidade.

O pastor e seu assistente também ficarão presos durante dez dias, já que esta é segunda prisão ocorrida pelo mesmo crime neste ano. Orar na Asia é atividade ilegal…

Lamentável que em países como esse a oração é considerada uma atividade ilegal. Enquanto alguns crentes pagam multam e correm risco por amor a oração e por amor e fidelidade a Deus, em outros lugares do mundo, muitos crentes não oram, não buscam e pensar que no Brasil não somos proibidos de fazer…

A nação esta dormindo enquanto o fim dos tempos esta chegando!

Entenda melhor

A Ásia Central compreende países como Azerbaijão, Cazaquistão, Quirguistão, Rússia, Tajiquistão, Turcomenistão e Uzbequistão. Destes, quatro estão na Lista Mundial da Perseguição 2018, sendo que a principal fonte de perseguição é a paranoia ditatorial e o islamismo é a religião predominante.

O Islamismo surgiu na Ásia no século VI com o profeta Maomé e após isso espalhou-se por todo o continente. Após o término da Guerra Fria, foi revitalizado na Ásia Central e com a queda da União Soviética diferenças étnicas foram esquecidas pela divisão religiosa.

O termo islam deriva da palavra “Salama” (estar em paz), e seu significado no contexto religioso é a submissão voluntária à vontade de a “Alá”, o único e verdadeiro Deus, o criador, o provedor e o ceifador da vida.

O Islã, significativo em seu teor religioso, é também uma doutrina moral e política. Como algumas religiões cristãs, ele também prega a crença no Juízo Final, com sua divisão entre os justos, que irão para o Paraíso, por toda a eternidade, e os maus, que arderão no fogo do inferno para sempre. Mas, ao mesmo tempo, o homem parece não ter escolha entre o bem e o mau, pois as pessoas parecem ter seu destino já traçado por Alá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading...