Você já ouviu falar de alimentação plant based?

Quem se interessa por alimentação natural, saudável e sustentável, já deve ter ouvido falar de plant based, uma das linhas nutricionais que tem crescido pelo mundo. E no Brasil não é diferente. Os pratos e sucos, muito vibrantes e coloridos, lembram a alimentação de um vegetariano ou vegano, e de fato essas linhas guardam semelhanças, mas não é exatamente a mesma coisa. O plant based, bem como o veganismo, mais que um estilo de alimentação, pode ser identificado como uma forma de posicionamento pessoal diante da indústria alimentícia e da própria saúde.

Os alimentos são consumidos em seu formato natural e em sua versão integral. Assim, são retirados do cardápio processados, industrializados, fast-food, refinados e frituras. Na prática, os indivíduos que escolhem a postura de vida firmada no plant based não comem nada de saquinho ou caixinha, porém, incluem em sua dieta uma porção mínima de carne ou ovos (cerca de 70g) e eliminam qualquer tipo de laticínio.

Diferente dos veganos, que pregam pela libertação animal e não se permitem ao consumo de nada de origem animal, seja na alimentação, vestuário ou cosméticos, os adeptos do plant based excluem o consumo de produtos de origem animal parcialmente, mas retiram também os processados, industrializados e afins.

DivulgaçãoA nutricionista Alessandra Luglio é expert no tema e vai oferecer curso na capital para quem se interessar em saber mais (foto: Divulgação)A nutricionista Alessandra Luglio acumula 148 mil seguidores em seu Instagram, que traz fotos, vídeos e informações voltadas para essa tendência em alimentação. A profissional vai esclarecer melhor e revelar detalhes e informações curiosas sobre plant based em Belo Horizonte neste sábado, 18 de agosto, de 14h às 18h.

O curso Alimentação Plant Based: saúde, longevidade e sustentabilidade vai aprofundar o tema, com foco tanto em pessoas que tenham interesse em entender e aprender mais sobre o assunto, quanto em profissionais da área da saúde, médicos e nutricionistas que desejem trocar conhecimento. As inscrições estão abertas, e podem ser feitas pelo sympla. As vendas de ingressos estão no segundo lote, valendo R$ 145 (inteira) ou R$ 125 (estudante).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *